NamaNews #2

NAMASKARA NEWS

#2 / julho de 2019

Yoga, meditação, filosofia, posturas, alimentação e mais…

Nossa News está de volta, aproveite para saber mais sobre Yoga,

Filosofia do Yoga, Prática, Posturas, Meditação, Alimentação,
Dicas de Restaurantes e outros temas estarão conosco por aqui.

Compartilhe com os amigos e ajude a espalhar esta cultura, lembre-se que
yoga é um estilo de vida,por isso, abrange todas as instâncias de nossas vidas!

………………………………………………………………………………………………………………………

Artigo

O clima, nossas emoções, o yoga e a meditação

Texto por Mario Reinert

Nosso planeta, a terra, sofre alterações climáticas pelos mais diferentes motivos, pelo seu posicionamento em relação ao sol, pela inclinação, que gera as quatro estações do ano, por fatores locais como a existência de florestas, chuvas, vulcões etc. Tudo isso e especialmente as estações do ano, provocam alterações climáticas que levam uma região a um tipo específico de temperatura, umidade e outras condições que influenciam toda a vida neste local durante um período de tempo.

Nem todas as regiões possuem estações bem definidas, aqui em São Paulo por exemplo, podemos ter em um único dia, todas as estações do ano. Mas em geral temos 4 estações que se misturam em determinados momentos criando inúmeras variantes climáticas que influenciam a vida nas regiões do planeta.

Podemos fazer um paralelo das estações do ano e do clima com nossos estados emocionais. Temos momentos em que precisamos nos recolher, nosso inverno, onde estamos fragilizados, frios, precisando de abrigo e proteção. Há momentos em que estamos em pleno verão, quentes, para fora, querendo sair, expandir, criar, compartilhar com todos isso que não cabe em nós. Outros momentos estamos em transição, nosso outono, em que as folhas caem, como consequência do inverno e devemos nos desapegar para abrir espaço ao florescimento da primavera. Assim como para nos harmonizarmos com o clima, perceber e aceitar nossas emoções é o primeiro passo, depois disso, podemos ver o que pode ser mudado ou não para amenizar ou transformar nossos estados emocionais.

Segundo o ayurveda por exemplo, a medicina indiana, sabores como ácido, salgado e picante tendem a provocar emoções quentes, devido ao elemento fogo. Assim, se você já está sem paciência, ou com raiva, comer algo apimentado e salgado só irá piorar seu estado. Da mesma maneira, no inverno, você apenas comer comidas geladas além de piorar sua digestão pode ter implicações emocionais.

Estudos demonstram também que mudanças em nossas expressões faciais (ver os trabalhos de Paul Ekman) podem alterar nossos estados emocionais. Por exemplo, se você conseguir fazer uma expressão facial de raiva por alguns instantes, mesmo que não tenha raiva alguma, a raiva surgirá com toda a fisiologia que a acompanha, aumento da pressão arterial e batimento cardíaco, aumento da circulação do sangue nos braços para preparar para a luta, entre outros.
Isso remete muito ao Hatha Yoga, o yoga que tem o corpo como objeto de lapidação para preparar a mente para a meditação. Segundo o Hatha Yoga há uma via de mão dupla, a mente altera o corpo e o corpo também altera a mente. Assim, pense como uma expressão do corpo inteiro e não somente facial, que no Hatha Yoga é chamado de Ásana (postura), pode provocar em termos de alterações no estados mental e emocional.

Da mesma forma que estímulos externos como, a alimentação, nossas relações com pessoas, a temperatura do ambiente, expressões faciais e postura do corpo podem modificar estados emocionais, fatores internos também influenciam e muito. Um dos principais fatores são nossos pensamentos (chamados no yoga clássico de Vrittis) pois quando pensamos, por exemplo, em uma imagem que vem à nossa cabeça, ela pode provocar um estado emocional, especialmente se esta imagem está associada a algum episódio emocional intenso ocorrido no passado.

Para nosso cérebro quando uma imagem vem à mente e eu me identifico com ela, é como se o episódio emocional ocorresse novamente, talvez em escala reduzida, mas com as alterações fisiológicas que acompanharam a emoção. Além de um pensamento em si influenciar, nosso estado mental como um todo modifica como percebemos o mundo, tornando este fator interno talvez o mais importante de todos. Não há percepção externa que seja independente de nosso estado mental, somos sempre influenciados pelo estado mental e emocional em que nos encontramos, e isso não sou eu que estou dizendo, é amplamente corroborado pelos estudos das neurociências. Assim para conseguirmos um equilíbrio emocional de uma maneira eficaz, não adianta modificar apenas fatores externos, precisamos entrar no domínio interno da mente.

É aí que as práticas contemplativas podem auxiliar e muito este equilíbrio.O Yoga e a Meditação, demonstram que ao treinar sua atenção e cultivar estados mentais de amorosidade e compaixão por exemplo, podemos modificar de maneira significativa nossos estados emocionais, criando espaço entre a faísca, o gatilho emocional, e o fogo, o episódio em si e, é nesse espaço que encontramos nossa liberdade.

Lembre-se que um verão eterno cria um deserto, assim como um inverno permanente cria condições difíceis para a vida, tipo “Game of Thrones”. A vida floresce de fato no equilíbrio e a boa notícia é que ele pode ser cultivado!

…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

Dica de Prática

Tāḍāsana ou Samasthitiḥ

Texto por Renata Ventura

Você esta na estrada, seja caminhando sob um céu azul em um dia de sol incrível, seja em um dia nublado de chuva, lá esta ela imponente. Lá longe você avista a Montanha, firme, estável, segura, grandiosa.

Esta é a imagem de Tāḍāsana ou Samasthitiḥ. A postura da “Montanha”.

De qualquer ângulo ou direção, a montanha se manifesta firmemente. Não importa o que acontece lá fora, ela permanece firme, estável. Esta é a percepção que Tāḍāsana deve nos trazer. A sensação de estabilidade. De nos enraizar em nós mesmos encontrando nossa estabilidade interna independente do meio ambiente ao nosso redor. Independente dos nossos problemas externos. Tāḍāsana nos coloca no momento presente e nos faz firme no momento presente.

Para que esta percepção aconteça algumas ações auxiliam o processo:

Fique de pé, pés juntos, sinta o contato com o chão, espalhe as plantas dos pés ao solo, alongue do centro da planta dos pés até a ponta dos dedos e do centro do arco dos pés aos calcanhares. Equilibre os tornozelos internos e externos. Cantos inferiores e superiores das patelas paralelos. Gire as coxas internas para trás e mova o centro das nádegas para frente. Compacte pernas e a pelve. Eleve as laterais do tronco, escápulas para dentro e gire os ombros para trás e para baixo. Estenda os braços da direção do chão. Alongue as laterais do pescoço e foque o olhar à frente. Olhar fixo e sereno. Respire naturalmente e perceba-se firme e estável, sem esforço, como uma montanha que apenas permanece em seu lugar.

A prática de Tāḍāsana dá início ao fluxo das posturas em pé, a cada vez que retornamos a Tāḍāsana é uma oportunidade de aterrar, se conectar com o momento presente, estar de fato aqui e agora e perceber o que mudou em nosso estado com a postura executada. No tapete ou na fila do banco, a sensação de segurança e aterramento de Tāḍāsana pode ser sentida em qualquer lugar. Experimente!

Créditos à imagem: Ana Carolina Toledo

…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

Sobre o que comemos

Para aquecer no inverno

Texto por Fernanda Martin

Com a chegada das estações frias do ano, é natural que a alimentação mude em relação às texturas, à temperatura e também aos ingredientes que serão utilizados nos preparos das refeições. A necessidade que sentimos em aquecer o corpo nessa época, está diretamente relacionada não só com o clima, mas também com o biótipo de cada pessoa.

Quem já leu algo sobre o Ayurveda (medicina tradicional indiana), já conhece um pouco a respeito. Mas para quem ainda não conhece, falaremos em breve sobre detalhes dessa maneira de entender o funcionamento de cada organismo. Por enquanto é importante saber que existem diferentes constituições físicas e a alimentação deve respeitar essas características.

No inverno devido ao frio, há uma mudança em nossa digestão, que fica mais lenta especialmente quanto à comida fria ou gelada. Por este princípio, é importante que as refeições sejam adaptadas também de acordo com as estações do ano. Uma opção saudável e nutritiva é o mingau. Ele pode servir tanto para o café da manhã quanto para o lanche da tarde e agrada não só o paladar de crianças, mas também de adultos.

A dica é usar ingredientes nutritivos que contribuam para uma alimentação saudável e balanceada ao longo dia.

E para isso, segue uma sugestão de mingau para saborear nos dias frios de inverno:

Mingau de Aveia com Banana (ou Maçã)

Rendimento: 1 porção

2 colheres de sopa de aveia em flocos

1 banana nanica picada (se preferir substitua a banana por meia maçã ralada)

1 xícara de água ou leite de arroz integral

1 colher de chá de açúcar mascavo

1 colher de sopa de uvas-passas escuras

1 a 2 unidades de castanha do Brasil picadas (se preferir, substitua por nozes ou amêndas)

Canela em pó a gosto

Cúrcuma em pó a gosto

Colocar todos os ingredientes numa panela de fundo grosso e mexer até ferver e a mistura adquirir uma consistência de mingau.

Servir em seguida. Dê preferência aos ingredientes orgânicos e bom apetite!

…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

Dica de restaurante

Restaurante Vila das Rosas

O restaurante Vila das Rosas tem um cardápio bem completo e trás diversas opções, divididas nas categorias de café da manhã e tarde, bebidas, pratos, sanduíches, porções e doces.

Particularmente, nós adoramos a feijoada vegetariana do restaurante, é uma boa chamada para ter um gosto da incrível comida do lugar. A boa noticia é que eles ficam abertos aos sábados e domingos até às 18h. Normalmente não vemos muitos restaurantes vegetarianos abertos até essa hora, então vale a pena conferir.

No Vila das Rosas há opções vegetariana e veganas e foi criado com o fim de difundir a longínqua receita de Falafel da família, a qual passou de mão em mão ao decorrer das gerações.

O nome do restaurante é uma homenagem à avó Rose Attia que recebeu a receita de Falafel de sua mãe, e depois a passou para Marie Attia que, ao vir para o Brasil, ela e seu filho Alexandre decidiram espalhar a deliciosa receita, e assim chegamos ao agora.

O ambiente foi construído visando criar um espaço confortável, descontraído, amigável e amoroso. A comida, além do delicioso sabor, possui um toque especial de carinho e amor que acompanha todos os pratos.

Localização e Horário de funcionamento:

Rua Padre Carvalho, 117, Pinheiros.

Segundas a sábados das 10h às 18h. Aos domingos e feriados das 11h às 18h.

Rua Girassol, 401, Vila Madalena.

Segundas a sábados das 10h às 18h.

…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

Dicas de Cursos e Eventos

Curso de Meditação e Redução de Estresse
Nova entrada em 14 de Agosto

Dia 14 de Agosto de 2019 começa mais um Curso de Meditação e Redução de Estresse. Um programa de meditação completo, com sete semanas de duração, proporcionando uma evolução gradativa e uma prática consciente e sólida.

Serão sete encontros semanais às quartas-feiras, das 20:30 às 22h, onde teremos respirações, meditações e técnicas de relaxamento.

Teremos as principais técnicas gravas em áudio e um programa bem definido com exercícios para fazer em casa, para que assim possamos lidar com uma das maiores dificuldades dos cursos de meditação, a continuidade da prática.

É uma bela oportunidade de construir uma prática consistente de meditação ao longo de 2 meses e assim colocar a prática em seu dia a dia.

VAGAS LIMITADAS! Aproveite e garanta já a sua!

>>Saiba mais

……………………………………………………………………………

XII Yoga e Natureza no Matutu

Nesse ano, dos dias 04 a 08 de setembro, teremos nosso decimo segundo encontro Yoga e Natureza no Matutu.

Venha iniciar ou aprofundar sua prática de Ashtanga ou Iyengar Yoga, Meditação, participar de passeios incríveis em um lugar encantador, além disso teremos terapias ayurvédicas e música fechando este encontro especial.

O tema desse ano será: O equilíbrio entre a a Ação e a Inação, o Fazer e a Entrega. O quanto devemos agir e o quanto devemos aceitar? Como mudar questões substanciais da vida sem forçá-la, como dançar com a vida e conduzi-la ou ser conduzido quando necessário? A resposta destas perguntas, passa pelo conhecimento de si mesmo, assim a pergunta ser feita seria, como posso conhecer a mim mesmo?

>>Saiba mais

Para receber a NamaNews mande um e-mail para atendimento@namaskara.com.br com o título: “CADASTRO PARA A NEWS”
…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

PARA OUTROS EVENTOS NAMASKARA ACESSE A AGENDA  >>clique aqui
…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

Aulas de Iyengar e Ashtanga Yoga, Retiros, Workshops, Formação em Yoga, Meditação, Filosofia, Sânscrito.